Comissão OAB Jovem capacita mais de dois mil novos advogados

209

Em seis meses, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB), por meio da Comissão OAB Jovem, capacitou mais de dois mil novos advogados e entregou a carteira para 700 profissionais. No período, foram ministrados cursos, palestras e orientação profissional aos advogados e advogadas que estão no início de carreira. As aulas aconteceram na sede da Ordem, localizada no bairro Adrianópolis, zona sul.

A comissão é responsável por fazer a recepção dos novos profissionais, realizar eventos, cursos e fomentar o debate das áreas de interesse jurídico dos advogados (as). A OAB Jovem possui mais de 160 membros.

De acordo com o presidente da comissão, Nil Ferreira, o objetivo da capacitação aos novos advogados é voltado para a inserção do profissional no mercado de trabalho, além de treiná-los, ressaltando sempre a importância da oratória e da busca pela qualificação.

“Os cursos de iniciação a advocacia são realizados periodicamente e dentro desses cursos são apresentadas matérias cativas, sobre a ética na advocacia, oratória, direito penal, cívico e trabalhista. Além disso, estamos sempre inovando por meio de matérias como arbitragem, direito desportivo, que são novos nichos para inserir o jovem advogado no mercado de trabalho’’, informou.

Presidente da OAB Jovem, Nil Ferreira

Além da capacitação, a OAB-AM, através da Caixa de Assistência ao Advogado do Amazonas (CAAAM), fechou uma parceria com a empresa Sedep Faz, fornecendo ao jovem advogado um voucher com duração de um ano com livre acesso a um programa que auxilia no recebimento de processos judiciais, na gestão financeira e na gestão do escritório do profissional, nos primeiros cinco anos de carreira. 

Dia da Advocacia Jovem

A reunião que trata sobre o Projeto de Lei de Nº 100/2022 ocorreu no dia 04 de abril deste ano. O PL foi apresentado pela comissão OAB Jovem em um encontro na sede da instituição, propondo instituir o dia 03 de fevereiro como o Dia da Advocacia Jovem, como forma de valorização da classe. Atualmente, o PL tramita pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Artigo anteriorOAB-AM realiza primeira reunião no metaverso do Brasil
Próximo artigoMembros da OAB-AM participam de reunião com Procon-AM