OAB-AM realiza ato de desagravo em defesa das prerrogativas em frente à sede do Ministério Público do Amazonas

102
(FOTO: Ingrid Anne/OAB-AM)

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM) realizou, nesta quinta-feira, dia 14 de setembro, um ato de desagravo em favor das advogadas Catharina Estrella e Lauana Viana, que foram ofendidas pelo promotor de justiça, Walber Luís Silva do Nascimento, durante tribunal de júri na manhã da última quinta-feira, dia 13 de setembro. O ato aconteceu em frente à sede do Ministério Público do Amazonas.

Segundo o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, quando um advogado tem suas prerrogativas violadas, a sociedade também é afetada.

Presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça (FOTO: Ingrid Anne/OAB-AM)

“Estamos aqui para defender os direitos das prerrogativas das advogadas e dos advogados. É bom deixar claro para a sociedade que se o seu advogado tem a prerrogativa violada, quem também tem a violação da prerrogativa é o cidadão, é toda uma sociedade, e por isso que a Ordem dos Advogados do Brasil não pode permitir isso. As advogadas têm o nosso total apoio e esperamos que esse fato não se repita e que esse desagravo tenha o efeito pedagógico necessário com a nossa advocacia e sociedade”, disse Jean.

Segundo Catharina Estrella, a advogada desagravada, o promotor precisa respeitar a lei, e não admite ser humilhada, pois como advogada exerce papel na sociedade em defender os direitos das pessoas.

Advogada Catharina Estrella (FOTO: Ingrid Anne/OAB-AM)

“Ele queria me humilhar como mulher, não respeitou a minha profissão e eu quero que ele sofra as penalidades legais nos três âmbitos administrativo, criminal e cível de tudo que ele fez contra mim, ele precisa aprender a respeitar com a sociedade a respeitar a Lei, ele não está acima de ninguém”, declarou a advogada.

Durante o ato de desagravo público, a procuradora geral de prerrogativas da OAB-AM, Evanete Frota, realizou a leitura da nota para o público presente, leia aqui.

Artigo anteriorI Congresso de Defesa do Consumidor da OAB-AM celebrará os 33 Anos do Código de Defesa do Consumidor
Próximo artigoOAB-AM sedia IV Congresso Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente nesta quinta (21) e sexta (22)