Audiência pública da OAB-AM reuniu autoridades e especialistas em segurança e educação

123

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), realizou, nesta sexta-feira, dia 14 de abril, uma audiência pública sobre segurança nas escolas, que teve duração de 10 horas, com a participação de autoridades do Ministério da Educação; Ministério Público de Contas; Governo do Amazonas; Secretarias de Segurança Pública e Educação; Polícia Federal, Civil e Militar; Corpo de Bombeiros e Assembleia Legislativa. 

O evento, que aconteceu no auditório Rubi da Seccional, teve também a presença de especialistas da segurança, diretores de escolas, coordenadores, pais, mães e pessoas interessadas da sociedade. Foram debatidas na audiência propostas para a melhoria da segurança no ambiente escolar.

De acordo com o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, a atuação da OAB só existe por causa da democracia e, por isso, promove a audiência para assegurar os direitos dos estudantes de ter segurança nas escolas.

“O trabalho desenvolvido pelas comissões da OAB é para a sociedade, a OAB existe para assegurar que a população tenha seus direitos preservados, e as nossas crianças precisam ter segurança, saber que estão seguras no ambiente escolar. Por isso, hoje tivemos grandes propostas debatidas e iremos disponibilizar para sociedade e caminharmos juntos esperando que esses tempos sombrios passem e que nós consigamos uma solução adequada para todos”, disse Jean.

O presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, ao lado do Secretário de Segurança Pública do Amazonas, General Mansur, e da Secretária da Seduc-am, Kuka Chaves, e outras autoridades, em preparação para a audiência sobre segurança nas escolas. (FOTO: Cristie Sicsú)

Para a presidente da Comissão OAB vai à Escola, Rosana Antony, as crianças são uma preocupação de todos, não só do poder público.

“É uma preocupação também da Ordem dos Advogados do Brasil e de todos nós, enquanto pais, mães, tios, avós, enfim familiares. O trabalho da comissão é na prevenção dessas atitudes criminosas dentro das nossas escolas. Os membros da comissão estão participando efetivamente em escolas públicas e particulares levando essa contribuição, mostrando para crianças e jovens a importância de não cometerem o bullying dentro das escolas. As nossas crianças merecem que estejamos sempre reunidos e com uma sociedade organizada para defendê-las”, enfatizou Rosana.

O evento foi organizado pela OAB-AM, por meio da Comissão de Segurança Privada, Comissão OAB Vai à Escola, Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente e a Comissão Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do CFOAB.

Artigo anteriorPresidente da OAB Nacional recebe Comenda do Mérito Acadêmico da Esmam em Manaus
Próximo artigoComissão indígena da OAB-AM realiza visita institucional ao CNJ para tratar sobre reivindicações de lideranças