A pedido da OAB-AM, TJAM realizará primeiro mutirão de atualização da fila de alvarás do Amazonas

289
(FOTO: Felipe Martins/OAB-AM)

Na noite desta quinta-feira, dia 24 de novembro, a portaria Nº 4170 foi assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), o desembargador Flávio Pascarelli Lopes. O documento atende o pedido da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas para realizar o 1° mutirão de atualização da fila dos alvarás. Segundo o documento, a ação acontecerá no período de 01 a 19 de dezembro de 2022 nas unidades judiciárias de 1º Grau.

De acordo com o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, a ação é inédita no Estado e tem extrema importância para a advocacia amazonense.

“O TJAM, atendendo ao pedido da nossa Seccional, irá fazer o primeiro mutirão de atualização para zerar a fila de alvarás até o fim de 2022. Só temos a agradecer todo o magistrado do Tribunal de Justiça do Amazonas, em nome do presidente, desembargador Flávio Pascarelli. Esse é um momento histórico para a advocacia amazonense e, sem dúvidas, uma luta muito importante para a nossa classe, onde os nossos colegas irão receber seus alvarás antes de iniciarmos o período de recesso” disse Jean.

Segundo o presidente do TJAM, o desembargador Flávio Pascarelli Lopes, o mutirão solicitado pela OAB-AM é necessário para ajustar e zerar a fila dos alvarás.

“Nós temos um trabalho intenso da OAB Amazonas, pelo seu presidente Jean Mendonça, junto a presidência do tribunal, junto aos desembargadores para que nós possamos liberar os alvarás o mais rápido possível. E acredito que esse mutirão é necessário para isso”, disse o desembargador.

Importância dos alvarás

O Alvará judicial, para os advogados (as), representa uma parcela da verba de alimentação e a remuneração devida aos advogados pela prestação do serviço advocatício.

Artigo anteriorCaixa de Assistência dos Advogados do Amazonas inaugura Sala de Acolhimento da Mulher Advogada
Próximo artigoTRT 11 atende pedido da OAB-AM e determina liberação de alvarás antes do recesso