Comissão indígena realiza evento online sobre direitos dos povos originários

64

Na tarde de quinta-feira (08/09), a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), por meio da Comissão de Amparo e Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas, realizou uma live com o tema “Inclusão e Diversidade nas Leis Laborais”.

A transmissão teve por objetivo debater o preconceito sofrido pelos originários na sociedade.

A discussão foi transmitida pelo Instagram da comissão e pela Comunidade Universitária de Lisboa, Portugal.

A presidente da comissão, Adriana Inory, foi a convidada da live, mediada pela advogada portuguesa, Cláudia Araújo, e foi transmitida em vários países como o Brasil, Portugal, Inglaterra, Angola e Estados Unidos, pela comunidade universitária.

Para a presidente da comissão, Adriana Inory, esse tipo de debate é de grande relevância visto que permite um reconhecimento e potencialização da voz desses povos, que historicamente sofrem um apagamento.

“A parceira da comissão com parceiros internacionais é importante, pois visibiliza e dar lugar de fala a sujeitos étnicos historicamente invisibilizados e silenciados, que hoje, por meio da Comissão Indígena da OAB-AM, podem ter seus locais de fala respeitados”, afirmou.

Comissão

A Comissão de Amparo e Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas, da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Amazonas, firmou parceiras importantes para divulgação e promoção dos trabalhos da Comissão.

A Presidente da Comissão enfatiza que as parcerias internacionais, feitas com a doutoranda em direito, Cláudia Araújo, assim como a parceria com a Nobre Ordem para a Excelência Humana (NOHE), Organização internacional presente em 20 países, são fundamentais para a realização de projetos direcionados as populações indígenas.

Artigo anteriorUninorte é campeã do Júri Simulado da OAB-AM
Próximo artigoComissão da Mulher realiza seminário sobre a prevenção ao suicídio