OAB-AM promove evento sobre violência contra a mulher com presença de palestrantes nacionais

81

Ciclo de palestras vai tratar também sobre ecofeminismo na Amazônia com apresentação de pesquisa com mulheres ribeirinhas

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), por meio da Comissão da Mulher Advogada, promove um ciclo de palestras para falar sobre violência contra a mulher e o ecofeminismo na Amazônia.

O evento acontece na segunda-feira (15), às 17h no Auditório Rubi, situado na sede da instituição. As inscrições podem ser feitas através do site Sympla.

A Procuradora-Geral do município de Registro (SP), Gabriela Samadello, que foi vítima de uma agressão física, por um colega procurador, estará presente e vai ministrar palestra sobre violência contra mulher no ambiente de trabalho.

O ciclo de palestras vai tratar também sobre o ecofeminismo na amazônia, com a advogada e mestre em direito ambiental, Jaíse Fraxe, para apresentar uma pesquisa com mulheres das comunidades ribeirinhas.

Além delas, outras personalidades jurídicas marcarão presença no evento, como a vice-presidente da OAB/AM, Denize Aufiero, a juíza titular da ouvidoria da mulher do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE), Lídia Abreu Carvalho, bem com a participação da membro da Comissão da Mulher Advogada e da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ), Cynthia Rocha, da advogada e doutoranda em Direito Penal, Sâmia Furtado.

O evento, que celebrará também os 16 anos da Lei Maria da Penha, cujo objetivo principal é estipular punição adequada e coibir atos de violência doméstica contra a mulher, será mediado pela presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-AM, Marlene Parisotto.

Apoio

O evento conta com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas, por meio da Comissão da Mulher da Advogada, da Ouvidoria da Mulher, da Escola Superior da Advocacia (ESA), da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ), da Ouvidoria da Mulher do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), da Ronda Maria da Penha, da Procuradoria da Mulher da Câmara Municipal de Manaus, da Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), entre outras entidades.

Artigo anteriorOAB-AM nomeia advogado para administração de filial em Barreirinha
Próximo artigoOAB-AM realiza evento em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha