OAB-AM promove debate sobre cárcere e violação de direitos humanos 

199

Evento contará com a presença de membros da sociedade civil, pesquisadores e advogados

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM) promove um debate sobre cárcere e violação de direitos nas unidades prisionais do estado. O evento acontece na terça-feira (31/05), às 17h, no auditório da instituição, localizada na avenida Humberto Calderaro, bairro Adrianópolis, zona sul. 

O encontro será aberto ao público, sem necessidade de inscrição prévia e contará com a presença de acadêmicos, pesquisadores, membros de movimentos sociais e advogados. 

De acordo com o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, o evento tem caráter pedagógico e tem por objetivo discutir a realidade do ambiente carcerário, como os direitos humanos estão sendo cumpridos nos presídios, além de abrir para discussão pública sobre um tema que é pouco explorado e ainda sofre muito estigma. 

A OAB exerce duas funções na sociedade, a função corporativa que é essencial, a defesa das prerrogativas, a melhoria da advocacia e exerce a função pública, a defesa do estado democratico de direito, então esse debate cumpre esse ofício. Discutir o ambiente carcerário, discutir como os direitos humanos estão sendo vistos e materializados nesse tipo de ambiente é primordial”, explicou. 

Segundo o presidente da comissão, Caupolican Padilha, o debate vai reunir a sociedade civil organizada, os movimentos sociais que lidam e tem experiência com relação ao cárcere, ouvir pesquisadores acadêmicos que estudam o cárcere, além de familiares de pessoas privadas de liberdade. 

“Existem uma série de denúncias, séries de percepções que não vêm à tona com facilidade. Debater e compreender os direitos das pessoas dentro do sistema, de como ele vem sendo gerido é importante. O evento é aberto, tem um viés social e acadêmico. O cárcere é um reflexo da sociedade, então interpretando e compreendendo o ambiente carcerário, a gente consegue compreender as mazelas da sociedade. Nós vamos promover um evento que eu considero inédito”, disse. 

Artigo anteriorMembros da diretoria da OAB-AM vistoriam salas em fóruns de Manaus
Próximo artigoABMCJ e OAB-AM realizam ciclo de palestras para tratar de violência obstétrica