Inscrições abertas para Curso Prático de Tribunal do Júri ofertado pela Escola da OAB-AM

135

Estão abertas as inscrições para a segunda turma do Curso Prático de Tribunal do Júri promovido pela Escola Superior de Advocacia (ESA) da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas (OAB-AM). A capacitação ocorrerá no dia 19 de maio, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). O curso será ministrado por diversos operadores do Direito no Amazonas, entre eles, Advogados, um Juiz de Direito, um Promotor de Justiça e uma Perita Criminal

As inscrições podem ser realizadas na sede da ESA, localizada na Rua São Benedito, 99, Adrianópolis, ou também no dia do evento. O curso será realizado no auditório Belarmino Lins da Aleam, localizada na Avenida Mario Ypiranga Monteiro, 3950, Parque Dez de Novembro. Informações: 3236-5805.

De acordo com o Diretor-Geral da ESA, Paulo Trindade, o objetivo é oferecer capacitação para advogados, acadêmicos e bacharéis em Direito sobre o Tribunal do Júri e como ele se procede na prática forense. Investimento: R$ 20,00 (acadêmicos) e R$ 40,00 (bacharéis). O curso será certificado pela ESA da OAB-AM e contabilizará 20 horas complementares.

A capacitação abordará, na prática, os seguintes temas: A importância do inquérito policial no Tribubal do Júri; Atuação do juiz na 1ª fase do Triunal do Júri; Atuação do Advogado na 1ª fase do Tribunal do Júri; Atuação do Promtor no Tribunal do Júri; Atuação do advogada em julgamentos de feminicídio; A importância da perícia criminal no Tribunal do Júri. A programação ocorrerá das 9h às 17h

PERFIL DOS PALESTRANTES -Mauro Antony – Juiz de Direito da 3ª Vara do Tribunal do Júri e professor universitário. Os Advogados Almir Albuquerque e Gorete Rusim são professores universitários e membros da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrin) do Amazonas. Géber Mafra Rocha: Promotor de Justiça. Ivo Martins: delegado de polícia e professor. A capacitação também será ministrada pela Perita Criminal e professora universitária, Cínthia Barreto Chagas.

Artigo anteriorOAB recomenda às Seccionais que assistam advogados processados por contratação sem licitação
Próximo artigoFaculdade Martha Falcão Wyden Vence III Jogos Jurídicos