OAB/ AM realiza jantar em homenagem as mulheres

63

No mês da advocacia, a Comissão de Mulher Advogada, da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas, OAB/AM, realiza nesta sexta-feira (26), um jantar para as mulheres advogadas e figuras relevantes para a sociedade amazonense. A homenagem que visa reconhecer a contribuição das mulheres advogadas e não advogadas para a construção de uma sociedade mais igualitária, tem como tema “Plenitude, libertando-se para o sucesso”, e acontece no Morada Buffet, localizado no conjunto Morada do Sol, Aleixo.

A programação é parte do calendário anual de atividades desenvolvidas pela Comissão da Mulher Advogada, e busca motivar, estimular e promover a interação das mulheres advogadas. Na ocasião será realizada ainda uma palestra motivacional para as participantes.

De acordo com a presidente da Comissão, Gláucia Barbosa, a OAB/AM possui uma expressiva quantidade de mulheres como presidentes, vice-presidentes e conselheiras, e nada mais justo que o reconhecimento e a valorização. “Essas mulheres se esforçam diariamente para a construção de uma sociedade mais justa, e por isso precisamos celebrar as vitórias. A representação feminina é uma pauta permanente e cabe a nós mulheres permanecer ocupando espaços e contribuindo para o desenvolvimento do nosso Estado”, destacou.

Ainda durante o encontro mulheres de destaque para a sociedade amazonense, também serão homenageadas, conta a presidente Gláucia. “Estas mulheres são fonte de inspiração para nos motivar a continuar impulsionando o combate a qualquer prática ou violência simbólica”, afirmou.

A presidente lembra ainda de outras atividades já realizadas durante o ano. “Em março organizamos juntamente com a Caixa de Assistência dos Advogados do Amazonas (CAAAM), uma campanha em homenagem a mulher advogada, com o tema “Sua essência, seu Maior tesouro”, onde foi oferecido uma semana de atividades para a classe advocatícia feminina.  Já em maio, lançamos uma campanha permanente intitulada “Respeite uma, Respeite Todas”, que tem o objetivo de conscientizar sobre a importância de saber identificar, combater e denunciar o assédio cometido dentro do ambiente de trabalho”, disse.

Ações de cunho político social, tem sido um dos assuntos mais trabalhados dentro da Instituição que atualmente compõe aproximadamente 50% de mulheres advogadas.

 

Artigo anterior5 ª Edição do Júri Simulado encerra nesta segunda-feira
Próximo artigoMulheres são homenageadas em evento promovido pela Comissão da Mulher Advogada