NOTA DE INDIGNAÇÃO E EM DEFESA DA DEMOCRACIA

106

A Seccional Amazonas da Ordem dos Advogados do Brasil, torna pública sua indignação em relação ao movimento e ações criminosas de depredação do patrimônio público, violência e agressão direta aos centros de exercício dos poderes republicanos.

A reação às organizações criminosas, que se articularam com o objetivo de tomar de assalto a democracia, vilipendiar o resultado das eleições democraticamente realizadas, é a única trincheira possível de manter as esperanças de manutenção de nossos ideais republicanos, de nossa expectativa de uma sociedade mais inclusiva, mais respeitosa, mais altera.

A destruição do patrimônio público (Dano qualificado, art. 163, II do CP), a tentativa, de forma violenta, de abolir o Estado Democrático de Direito, depondo os equipamentos que dão instrumento à democracia ( abolição violenta do Estado Democrático de Direito, art. 359-L do CP), a tentativa, por meios violentos e graves verbalizações ameaçadoras, de tentar depor governo legitimamente constituído (Golpe de Estado, art. 359-M do CP), o conjunto de atos, todos alimentados por razões de discriminação, de ameaça de uso de explosivo, de tentativa de sabotar o funcionamento de instalação de refino e processamento de petróleo, de sabotar o funcionamento de aeroportos e outros equipamentos públicos, ainda que surpreendidos em fase preparatória (Lei 13.260/16 – Lei antiterrorismos, importante ressaltar que essa norma prevê a punição de atos preparatórios como norma de extensão) – todos esses crimes precisam ser ritualizados, institucionalizando agentes materiais dessas condutas, agentes que contribuíram moralmente para a constituição dos elementos subjetivos dessas condutas, agentes que financiaram as condições materiais para que esses atos fossem realizados. Só assim podemos acreditar em nossa democracia.

A OAB/AM torna pública sua indignação e, em defesa da democracia, espera que as instituições democráticas respondam institucionalmente a esses ataques diretos a democracia.

Manaus, 09 de janeiro de 2023.

Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas

Artigo anteriorOAB-AM e CRCAM firmam acordo para oferecer treinamento técnico
Próximo artigoNota de Repúdio em defesa dos direitos dos Yanomamis e dos demais Povos Tradicionais

1 COMENTÁRIO

  1. Há que se condenar atos de depredações das instituições públicas, mas sem nos esquecermos de qye o PT escalou até o poder deixando atrás de si um rastro de depredações e invasões. Certinho.? Pois bem. Já no.poser depredou o erário. Acham pouco? Tem mais: depredou a Constituição Federal, por atos de seus advogados identificados ideologicamente. A nota, oficial, para ser coerente, devia ter aventado isso. É como vejo. Chega de hipocrisia, que sobeja entre políticos de esquerda, sobretudo, que agora criticam aquilo que eles costumam fazer muito bem.

Comments are closed.