ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL REALIZA 2ª FASE DO XXXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

1193
Candidatos da segunda fase do Exame de Ordem Unificado fazem prova na Unip. (FOTO: Divulgação OAB/AM).

MANAUS – A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) realiza neste domingo, 8, a 2ª etapa do XXXII Exame de Ordem Unificado. Os candidatos serão avaliados por meio de prova prático-profissional.

No Amazonas, 833 candidatos participam da prova. Em Manaus, o exame ocorre no Campus da Universidade Paulista (UNIP). A Coordenação Nacional do Exame da Ordem Unificado e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) determinaram a entrada escalonada dos participantes para evitar aglomerações.

A divulgação do edital de abertura do XXXII Exame de Ordem ocorreu ainda em dezembro do ano passado com provas objetivas marcadas para o dia 7 de março. Contudo, as avaliações foram suspensas no fim de fevereiro após estudo de viabilidade feito pela Fundação Getúlio Vargas em razão do agravamento da Covid-19 em todas as regiões do Brasil. A 1ª etapa do XXXII Exame de Ordem da OAB, foi realizada no dia 13 de junho de 2021 e a segunda fase é aplicada hoje.

A Presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas, Dra. Grace Benayon, destacou que é necessário calma e equilíbrio para a realização do exame. “Desejo a todos uma excelente prova, que tenham calma, equilíbrio emocional, tranquilidade e lembrem-se, não é o resultado de uma prova que lhe define, portanto tenha em mente que você vai dar o seu melhor. Estamos ansiosos para entregar a tão sonhada carteira vermelha a todos os aprovados”, salienta.

Segundo o coordenador nacional do Exame de Ordem, Beto Simonetti, as expectativas são as melhores para essa segunda fase. “Hoje o Amazonas reúne 833 candidatos nessa segunda etapa do XXXII Exame de Ordem Unificado e a expectativa que nós temos é de que realmente haja um nível de aprovação de excelência, a considerar o nível indicado nessa fase, portanto, quem chegou para realizar esta prova hoje, tenho certeza que está absolutamente preparado e vai alcançar o êxito desejado”, afirma.

Para o estudante de Direito, Renan César, o adiamento do exame, devido a pandemia, trouxe mais tempo para os candidatos se prepararem. “Estou muito confiante, até porque ficamos muito tempo sem fazer a prova. Acredito que estamos todos preparados, deu tempo para estudar bastante e o foco é ser aprovado e receber a minha carteira vermelha.” Já a bacharel em Direito, Tatiane de Lima Cordeiro, diz que é preciso saber lidar com a pressão e ansiedade oriundas da espera pelo resultado da prova. “Tivemos uma espera longa, não foi fácil, mas com isso foi possível estudar um pouco mais. A minha expectativa é que seja uma prova justa, tranquila, diferente da primeira fase e que dê tudo certo”, declara.

A presidente da Comissão de Exame de Ordem Unificado da OAB Amazonas, Dra. Anne Louise Ventura, salientou que todas as medidas de segurança estão sendo respeitadas e as fiscalizações acompanhadas de perto. “Acreditamos que tudo vai ocorrer bem. Espero que tenhamos um grande número de aprovados, todas as medidas de segurança estão sendo respeitadas, o distanciamento, o uso de máscaras. Está havendo a fiscalização dos Vade Mecuns, tudo está fluindo bem, será uma prova tranquila, haja visto que o exame foi bastante adiado, por conta da pandemia. Então acredito que todos se prepararam bastante, tiveram mais de um ano de preparação. Entre a 1ª e a 2ª fase, também tivemos um intervalo grande de preparo, então aqueles que aproveitaram esse tempo para estudar, vão obter êxito”, explica Ventura.

O resultado preliminar da 2ª fase do Exame de Ordem será divulgado no dia 08 de setembro. O prazo recursal acerca do resultado preliminar da 2ª fase, será a partir do dia 09 de setembro até o dia 11 do mesmo mês.

Texto: Rodrigo Amorim.

Comissão de Exame de Ordem da OAB Amazonas acompanhando a segunda fase do exame neste domingo. (FOTO: Divulgação OAB/AM).
Artigo anteriorParceria público-privada vai viabilizar obra em Manaus
Próximo artigoOAB do Amazonas protocola Requerimento para estabelecer relação não subordinativa com a ANPD