OAB-AM Fiscaliza Parlatórios das Unidades Prisionais

127

Instalação de interfones, manutenção dos condicionadores de ar e oferta de mais cadeiras para os parlatórios das unidades prisionais de Manaus foram alguns dos pleitos apresentados pelos advogados e advogadas membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB-AM e da Procuradoria de Prerrogativas, após uma fiscalização realizada na manhã desta sexta-feira 8/02 no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), nos Centros de Detenção Provisória Masculino 1 e 2, CDP Feminino e também no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat).
De acordo com o presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, as demandas serão encaminhadas à Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP) que já está trabalhando numa proposta de reestruturação e melhoria das unidades prisionais.
“Nossa ação teve o objetivo de verificar as condições das salas de apoio aos advogados, dos parlatórios, para que a advocacia possa conforto e segurança durante a permanência nesses espaços. Estamos confiantes de que a SEAP não medirá esforços para atender ao nosso pleito, porque onde há uma demanda de advogado, a OAB-AM está sempre presente”, afirmou Choy.

Artigo anteriorChoy reforça compromisso com o mercado de trabalho da advocacia, durante posse do Conselho da Seccional
Próximo artigoAnielo Aufiero e Beto Simonetti compõem Comissão da OAB que vai analisar PL Anticrime