Choy destaca que Conferência revelou o tamanho da força da advocacia amazonense.

66

Ao encerrar a programação do último dia da II Conferência Estadual da Advocacia do Amazonas, o presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, afirmou que o sucesso do evento revelou o tamanho da força da advocacia do Amazonas. “Reunimos nesses três  dias mais de 900 operadores do Direito entre juízes, advogados, promotores e sobremaneira acadêmicos, um patrimônio que rompeu as barreiras da Ordem, e hoje passa a integrar o calendário jurídico do Estado do Amazonas´, destacou.

A programação que iniciou na quarta-feira, dia 4, abordou temas de interesse da advocacia e da sociedade como Direitos Humanos, Sistema Carcerário, Delação Premiada, Direito Digital, Direito Previdenciário e Direito Trabalhista.

A iniciativa e a organização do evento foram aprovadas pelos conferencistas e demais participantes. “Eventos acadêmicos fortalecem o bom debate e a OAB está de parabéns pela programação”, disse o juiz federal Vallisney Oliveira um dos palestrantes do último dia.

Além de Vallisney que abordou o tema o “Advogado no interrogatório e o Direito à Ampla Defesa do réu”, a programação da sexta-feira teve também a presença do diretor da Escola Superior da Advocacia da Paraíba, Moisés de Souza Coelho Neto, que proferiu a palestra “As ações no núcleo familiar no novo CPC” em que debateu as modificações no novo Código de Processo Civil que afetam também o direito da família. “Algumas mudanças já apresentam reflexos no cotidiano, como a possibilidade de inclusão de não pagadores de pensão alimentícia no cadastro de inadimplentes, bem como maior celeridade nos processos que envolvem a conciliação”, disse.

Com o tema “Novos Rumos do Direito Previdenciário”, o advogado Jeibson dos Santos Justiniano, discorreu sobre as mudanças da Seguridade Social. “A Reforma da Previdência trouxe preocupação para o cidadão brasileiro, com isso a procura por um profissional que ao auxilie na solução de um problema referente ao tema, e por isso é de extrema importância expor aos profissionais da advocacia os novos rumos do direito previdenciário”, lembrou.

O advogado e professor Hamilton Lucena, explanou sobre “Efeitos da Reforma Trabalhista e Terceirização”, destacou pontos essenciais para o entendimento da Lei da Reforma Trabalhista. “A lei trabalhista teve inúmeras mudanças e com isso é importante que os profissionais da advocacia entendam não apenas as mudanças na lei, mas também a relação jurídica e as reclamações trabalhistas existentes”, destacou.

A assistente social Graça Prola, falou sobre “Justiça, Direitos Humanos e Cidadania”, onde proferiu sobre os direitos das mulheres, dos homossexuais, das pessoas com deficiência, entre outros. “O tema direitos humanos, tem uma complexidade e uma diversidade no sentido não só de trabalhar o direito das minorias, mas também garantir os direitos universais de todos os cidadãos, daí surge a importância de esclarecer alguns pontos chaves dos direitos humanos.

Finalizando o ciclo de palestras, o Juiz Federal Vallisney de Souza Oliveira, falou  sobre alguns pontos polêmicos acerca dos advogados e seus posicionamentos nas audiências. “O papel do advogado é recorrer sim, e nenhum juiz deve ficar chateado por isso, voltar ao curso normal o processo quando este está sendo desviado, o advogado tem o papel de sempre zelar pelo curso correto de qualquer processo”, explanou.

 avaliação

O advogado João Paulo, 23, que fez questão de participar dos três dias da Conferencia, afirmou que o evento trouxe temas relevantes a todos os segmentos da classe jurídica. “Desde o primeiro dia de atividades, percebemos a diversidade de assuntos. Temas que envolvem o advogado criminal, o advogado iniciante, os estudantes e outros, disse.

Advogada Andreia Matos, 31,  destacou a profundidade dos temas abordados e elogiou o evento. “Nestes tres dias, nós advogados e acadêmicos de cursos de direito tivemos a oportunidade de adquirir conhecimentos e nos aperfeiçoarmos em determinados assuntos. Isso é de suma importância, pois nos auxilia a tratar ainda de temas pouco debatidos no Estado, disse.

Escola de Samba Vitória Régia homenageia OAB/AM

Com o tema “Advogando em verde e rosa”, a Escola de Samba Vitória Régia, lançou durante a última noite da  II Conferência Estadual da Advocacia do Amazonas, o samba-enredo 2018.

 

Artigo anteriorProgramação da Caixa de Assistência dos Advogados do Amazonas
Próximo artigoDireito Empresarial é tema de seminário na OAB/AM no mês de outubro