Em reunião, OAB, MPE e Sinetram debatem sobre o combate aos roubos nos ônibus

54

Devido aos inúmeros casos de roubos nos coletivos de Manaus, a Ordem dos Advogados do Amazonas, OAB/ AM, o Misnistério Público Estado do Amazonas, MPE/AM, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas, SINETRAM, além de diversos órgãos ligados ao direito e interesse do consumidor, reuniram-se na tarde desta quinta-feira (10), para debater sobre o assunto.  Na ocasião o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas – SINETRAM apresentou, um projeto que visa retirar de circulação, a movimentação de dinheiro em espécie dentro dos ônibus.

A reunião ocorreu tarde desta quinta-feira (10), além dos representantes CDC OAB/AM, estiveram presentes ainda, Juarez Fernandes de Freitas em nome do MPE/AM, a Presidente do SINETRAM, Carmine Furletti Junior, a promotora de Justiça, Sheyla Andrade dos Santos e outros.

De acordo com Secretário Adjunto da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/AM, Giordano Boaventura, foram feitos levantamentos a respeito da utilização de dinheiro nos coletivos e constatou-se que grande parte dos assaltos ocorrem por conta desta movimentação financeira. “Entendemos que em muitos casos os passageiros têm seus objetos roubados, porém o cobrador do coletivo é o mais visado durante a ação infracional”, disse.

Caso o projeto seja implementado, os usuários só poderão adquirir seus bilhetes por meio dos mais de 120 pontos de venda espalhados pela cidade, de forma antecipada e mais segura.

Ainda conforme o Secretário, a próxima reunião que visa debater a inserção do projeto nos coletivos, está marcada para o próximo mês, onde será debatido as formas de divulgação aos usuários, bem como o aumento dos números dos pontos de recarga.

 

Artigo anteriorOAB/AM oferece promoção de Token no mês do Advogado
Próximo artigoOAB/AM promove extensa programação em homenagem ao mês do advogado