Greve dos rodoviários leva OAB Amazonas a pedir ao Tribunal Regional do Trabalho para remarcar audiências

47

A pedido da OAB Amazonas, o Tribunal Regional do Trabalho recomenda novas notificações nas audiências não realizadas nesta segunda-feira (26). A recomendação foi dada por conta da greve geral dos rodoviários em Manaus.

De acordo com o presidente da OAB/AM, Marco Aurélio Choy, a paralisação de 100% da frota de ônibus nesta manhã dificultou o comparecimento as audiências e a medida evita prejuízo aos reclamantes, trabalhos desnecessários aos advogados e aos funcionários que terão que enviar nova citação. O pedido também visa prevalecer a justiça para todos os jurisdicionados.

“A greve do ônibus que houve nesta segunda-feira, atingiu toda a cidade e houve um prejuízo muito grande, especialmente para os trabalhadores que estão com ação na Justiça do Trabalho. O que acontece é que se o autor da ação não vai à audiência, o processo é arquivado. Muitos arquivamentos aconteceram na manhã desta segunda-feira, e ciente desta situação da greve dos ônibus, que impossibilitaram muitos trabalhadores de comparecer, pedimos ao TRT para que tomasse as medidas de recomendação e que novas notificações sejam feitas”, informou Choy.

Artigo anteriorAmazonas sai na frente e lança Sistema de Pagamento Eletrônico do Alvará Judicial
Próximo artigoOAB Amazonas apresenta reivindicações da advocacia trabalhista ao ministro do Tribunal Superior do Trabalho