Em Goiás, OAB-AM participa da II Conferência Estadual da Mulher Advogada

44
(FOTO: Larissa Melo/OAB-GO)

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), por meio da Comissão de Amparo e Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas, participou da II Conferência Estadual da Mulher Advogada sobre o tema “Desafiando a Disparidade de Gênero: O Papel das mulheres na advocacia em áreas dominadas por homens”, que ocorreu nos dias 21 e 22 de junho, na sede da Seccional de Goiás.

O evento foi realizado pela OAB de Goiás, por meio da Comissão Permanente da Mulher Advogada, e teve a participação da presidente da Comissão de Amparo e Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas, Inory Kanamari, que realizou uma palestra com o tema “Advocacia e gênero um Novo Olhar”, permitindo uma aproximação da advocacia brasileira com os povos indígenas. 

Para o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, a participação da Comissão de Amparo e Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas no evento é de suma importância para a advocacia igualitária. 

“Nossa presença na conferência e a participação da Comissão de Amparo e Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas foram fundamentais para discutir questões relevantes relacionadas ao preconceito e racismo institucional que ainda persistem em nossa sociedade não indígena. Através desses diálogos, buscamos fomentar a compreensão mútua, a solidariedade e a busca por uma advocacia mais inclusiva e sensível às demandas dos povos indígenas”, enfatizou Jean.

A presidente da comissão, Inory Kanamari, destaca a importância de um evento que vai além de simples encontros e debates. Com uma visão clara e comprometida, ela ressalta que essa iniciativa é uma oportunidade valiosa para promover a aproximação entre a advocacia brasileira e os povos indígenas

“o evento permite uma aproximação da advocacia brasileira com os povos indígenas, além disso, o evento busca desafiar e combater o preconceito e o racismo institucional que infelizmente ainda persistem de forma acentuada na sociedade não indígena. Essa luta pela diminuição dessas barreiras latentes é um passo fundamental em direção a uma sociedade mais inclusiva, justa e respeitosa para todos”, explicou Inory.

A OAB-AM reafirma seu compromisso em promover a igualdade de gênero, combater todas as formas de discriminação e garantir o acesso à justiça para todos os cidadãos, especialmente para os povos indígenas. Continuaremos trabalhando incansavelmente para eliminar barreiras e promover um ambiente jurídico mais justo e igualitário para todos.

(FOTO: Larissa Melo/OAB-GO)
Artigo anteriorSala da OAB-AM é transferida do 3º para o 1º andar do TJAM, com espaço ampliado
Próximo artigoOAB-AM busca representatividade no CETRAN para fortalecer o conhecimento jurídico no trânsito