Ordem dos Advogados, seccional Amazonas, realiza degravo público contra violação das prerrogativas da advocacia

108

MANAUS – Na tarde da última terça-feira, 27, membros da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas (OAB|AM), reuniram-se com a cúpula da Segurança Pública do Estado do Amazonas para tratativas acerca das agressões sofridas pela advogada Dra. Patrícia Pereira da Silva (OAB 3689), sofrida por policiais militares, sendo impedida de atuar no exercício da advocacia.

O Secretário de Segurança Pública do Estado do Amazonas, Cel. PM Louismar Bonates, comprometeu-se em apurar os fatos, com rigor, e afastou o policial de suas atividades. Para o Secretário duas atividades são essenciais para a sociedade, o trabalho da imprensa e da advocacia: “são duas áreas necessárias para o bom trabalho da segurança e da garantia do cidadão, esse fato está sendo apurado com todo rigor e deve ter o acompanhamento da OAB, pois não pode ficar sem os desdobramentos cabíveis e sem nenhuma resposta”, pontua o Secretário.

Em decorrência do caso que se tornou notório e comentado em toda a mídia local, a OAB|AM realizará na tarde de hoje, 28, um desagravo público, às 14:30h, com concentração na sede da Ordem seguindo em direção a 6ª Companhia Interativa Comunitária (CICOM). A manifestação é uma iniciativa da presidente, Dra. Grace Benayon, em garantir a manutenção dos direitos e prerrogativas da advocacia amazonense.

Informações Assessoria.

Artigo anteriorOAB-AM DEFENDE ADVOGADA E AS PRERROGATIVAS DA ADVOCACIA
Próximo artigoMembros da OAB/AM se reúnem para dasagravo público em prol das prerrogativas da advocacia