UFAM e UEA são contempladas com o SELO OAB Recomenda

230

Brasília – O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, criticou a política de liberação de cursos de Direito adotada pelo Ministério da Educação em governos passados e cobrou que a atual gestão abra a “caixa preta” que envolve os supostos critérios que permitiram que mais de 1500 cursos de direito funcionem no Brasil. O tom forte foi o ponto alto do discurso feito por Lamachia na cerimônia realizada nesta quarta-feira (30) na sede da OAB, em Brasília, para entrega do Selo de Qualidade OAB Recomenda, que certificou 161 Instituições de Ensino Superior de todo o Brasil.

Entre as instituições, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) foram contempladas com o selo.

Durante a solenidade em Brasília, a UFAM foi representada pelo diretor da Faculdade de Direito, professor Carlos Alberto e a UEA pelo conselheiro e Diretor da Escola de Direito, Alcian Pereira de Souza.

Confira aqui a lista completa das 161 instituições de ensino superior que receberam o Selo de Qualidade OAB Recomenda

Artigo anteriorFelipe Santa Cruz é eleito presidente nacional da OAB e Beto Simonetti assume Secretaria-Geral
Próximo artigoOAB coordenará amplo estudo para avaliar projeto anticorrupção e antiviolência