OAB-AM nomeia membros da Comissão de Startups e Inovação e prevê avanço tecnológico no órgão

165

Foram nomeados, na última terça-feira (31) os membros da nova Comissão de Startups e Inovação da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, seccional Amazonas. A Comissão foi criada com o objetivo de analisar, estudar e contribuir com os ecossistemas de startups na região Norte do país, contribuindo assim para o desenvolvimento tecnológico da região.

Além de reunir especialistas de diversas áreas, o que torna a Comissão multidisciplinar, o grupo tem como um dos objetivos encontrar soluções jurídicas, sugerir legislação ao direito e proteção das startups levando em consideração as características brasileiras e não ficar apenas replicando modelos dos EUA.

A reunião que marcou a nomeação dos membros da Comissão de Startups e Inovação, contou com a participação do presidente da OAB-AM, Marco Choy, que apontou a importância da criação da Comissão, destacando que o Amazonas é o único Estado da região Norte onde a OAB possui uma Comissão de Startups. Isso, para ele, demonstra uma visão inovadora dentro do órgão e também pode contribuir com o desenvolvimento do Amazonas, para que se torne referência em Startups e Inovação.

O presidente da Comissão de Startups e Inovação, o advogado Aldo Evangelista, reforçou que o intuito do grupo é de estudar toda a legislação pertinente ao direito das startups, inovação e empreendedorismo, além de colaborar também com o segmento na região de forma horizontal.

“Serão trabalhados grupos de estudos afim de gerar resultados sobre as temáticas debatidas, como, por exemplo: legislação relacionada às startups no Brasil e no Amazonas, Educação Digital e Inovação, além de trabalharmos também questões sobre as Lawtechs e Legaltechs e seus impactos no exercício da advocacia”, explicou Evangelista.

Ainda como parte das funcionalidades da Comissão, está o levantamento sobre as deficiências nos sistemas dos Tribunais, deficiências e necessidades nos sistemas internos de escritórios e departamentos jurídicos e a conexão com a Advocacia 4.0.

Além de advogados com expertise em Startups, a Comissão de Startups e Inovação da OAB-AM também é formada por profissionais de diversos segmentos como: Design, Contabilidade, Jornalismo, Empreendedorismo, Serviço Público e docentes.

Artigo anteriorPortaria do TJAM autoriza advogados a utilizar o certificado digital do sistema Projudi
Próximo artigoCampanha Agosto Lilás reforça combate à violência contra mulheres