MPE-AM denuncia delegado Gustavo Sotero que assassinou advogado por homicídio triplamente qualificado

71

 

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) denunciou o acusado delegado Gustavo Sotero por homicídio triplamente qualificado pelo assassinato do advogado Wilson Justo Filho, no dia 25 de novembro.

Segundo o MPE-AM, o delegado deve ser penalizado conforme o art. 121, do Código Penal, e incisos II, III e IV. O órgão destaca que o homicídio foi qualificado por ter sido cometido por motivo fútil (inciso I); por ter apresentado perigo comum (inciso III); e recurso que dificultou a defesa do cometido (inciso IV).

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas, 0AB-AM, segue acompanhando o caso.

“O delegado Gustavo Sotero, além de ter sido denunciado pela morte prematura do advogado Wilson Justo, foi denunciado ainda por três tentativas de homicídio triplamente qualificadas por ter disparado três vezes contra as vítimas Fabiola Rodrigues Pinto de Oliveira, Maurício Carvalho Rocha e Iuri José Paiva Dácio de Souza. A OAB segue acompanhando toda a movimentação com relação a este caso que chocou o nosso estado”, disse.

Artigo anteriorNota de Repúdio
Próximo artigoComissão de Defesa do Consumidor participa de Blitz em cinemas de Manaus e assinatura do TAC