OAB recebe integrantes de Mesa Redonda Pan-americana

139

Representantes do Chile, Peru, Bolívia e Brasil, reuniram-se nesta sexta-feira (01), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas. Intitulado Encontro Pan-americano: “A importância das mulheres na integração Pan-Americana”, o evento tem como objetivo de difundir o movimento pan-americano no Brasil e iniciar uma real integração pela Amazônia, vez que é uma região fronteiriça de vários outros países irmãos. A atividade é promovida pela Comissão OAB-Mulher, e Comissão Relações Internacionais.

De acordo com o presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, receber uma ação de tal importância, demonstra a preocupação da Ordem com as demandas internacionais. “Sem dúvida é com muita satisfação que recebemos esta atividade, principalmente num momento em que sabemos o quão é importante o debate que envolva as mulheres, principalmente quando se trata dessa integração pan-americana”, disse.

Segundo a vice-presidente da Comissão de Relações Internacionais, Bernadina Arce, no Brasil há duas Mesas Redondas Panamericana a, a de Goiânia e do Amazonas, as duas são filiadas à Alianza de Mesas Redondas Panamericanas, organização centenária, registrada oficialmente pela OEA. “A MRP-AM completará dois anos de existência no dia 03 de dezembro. Nesse biênio, fui a Diretora e por ser advogada sempre tive o apoio da OAB para executar esse trabalho de integração pela Amazônia”, destacou.

A presidente da OAB Mulher, Gláucia Barbosa, afirma que o intuito do encontro é fortalecer e integrar as mulheres que compõe a mesa redonda pan-americana. “O Nosso processo de empoderamento necessita de encontro e atividades como esta, afim de nos fortificar e compartilhar as nossas atividades em prol dos nossos países”, afirmou.

Durante o encontro a doutora Ada Rosas Escobar, diretora da zona V, que abrange os países de Peru, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, discorreu sobre as obrigações de uma mesa redonda pan-americana. “Para compor uma mesa, é necessário que tenha 22 sócias, onde haverá a composição de uma mesa diretora, com variadas funções. Este grupo deve reunir-se uma vez ao mês e debater sobre variados temas, como Educação, Cultura, Finanças, Ecologia e outros”, disse.

Artigo anteriorNota
Próximo artigoOAB promove seminário sobre o Direito dos Animais